sábado, julho 6

Luta fugaz


As mãos passeam lentas
por um campo minado
de amor.
Fogueiras acendem-se
e na horizontal
labaredas de paixão ascendem
consumidas em carinhos.
As vozes sussurram dentro da noite
suores escorrem entre corpos.
Sou grito estendido e mão contraída.
És respiração ofegante, aperto mais forte.
Ambos guerrilheiros do amor
empenhados em uma luta
que a tudo exalta
e em um instante morre.

Nenhum comentário: